News

Promotores dizem que Alec Baldwin quebrou 'regras fundamentais' para manuseio de armas

O julgamento do ator de Hollywood começou em Santa Fé, três anos após o assassinato da diretora de fotografia de Rust, Halyna Hutchins.

Um promotor do Novo México argumentou que o ator Alec Baldwin quebrou “regras fundamentais” ao manusear armas no assassinato da diretora de fotografia de Rust, Halyna Hutchins, em 2021, enquanto seu advogado disse que ele foi enganado pelos especialistas em segurança do set do filme, que já foram condenados no caso.

Baldwin, 66, está sendo julgado pela primeira morte a tiros no set de Hollywood em três décadas. Ele tomou notas na mesa da defesa e ouviu calmamente as declarações de abertura em seu julgamento por homicídio culposo na quarta-feira.

Um júri de 12 e quatro suplentes — 11 mulheres e cinco homens — ouviu a promotora Erlinda Johnson delinear argumentos de que Baldwin desconsiderou a segurança durante as filmagens do filme de baixo orçamento antes de apontar uma arma para Hutchins durante um ensaio, engatilhá-la e puxar o gatilho enquanto eles montavam uma tomada de câmera em um set a sudoeste de Santa Fé.

“As evidências mostrarão que alguém que brincou de faz de conta com uma arma de verdade e violou as regras fundamentais de segurança de armas de fogo é o réu, Alexander Baldwin”, disse Johnson.

A esposa de Baldwin, Hilaria Baldwin, também estava presente na audiência e sentou-se na segunda fileira da galeria pública. Seu irmão Stephen Baldwin sentou-se na frente dela.

Hilaria Baldwin ouve durante a audiência de seu marido, o ator Alec Baldwin, no Distrito do Condado de Santa Fé, Novo México [Ross D Franklin/Pool/AFP]

O advogado de Baldwin, Alex Spiro, apontou para a armeira da Rust, Hannah Gutierrez – chefe de segurança de armas – e o primeiro assistente de direção Dave Halls – responsável pela segurança geral do set. Ambos foram condenados pelo tiroteio, e Spiro disse que eles não verificaram as balas na arma para garantir que era seguro para Baldwin usar.

“Havia pessoas responsáveis ​​pela segurança das armas de fogo, mas o ator Alec Baldwin não cometeu nenhum crime”, disse Spiro.

Hutchins foi morto, e o diretor Joel Souza foi ferido quando a reprodução do revólver Single Action Army de 1873 de Baldwin disparou uma bala real, carregada inadvertidamente por Gutierrez.

Desde uma entrevista policial em 21 de outubro de 2021, dia do tiroteio, Baldwin argumentou que a arma simplesmente “disparou”.

Em uma entrevista à ABC News dois meses depois, Baldwin também disse a George Stephanopoulos que não puxou o gatilho.

Enquanto isso, um teste do FBI de 2022 descobriu que a arma estava em condições normais de funcionamento e não dispararia de arma cheia sem que o gatilho fosse puxado. Os promotores estaduais acusaram Baldwin de homicídio culposo em janeiro de 2022. Eles retiraram as acusações três meses depois, após os advogados de Baldwin apresentarem evidências fotográficas de que a arma foi modificada, argumentando que ela dispararia mais facilmente, reforçando o argumento de disparo acidental do ator.

Na quarta-feira, Spiro disse que mesmo que Baldwin puxasse o gatilho, não era um crime. Ele disse que era o trabalho de Gutierrez e Halls permitir com segurança que um ator “agitasse, apontasse, puxasse o gatilho, como os atores fazem”.

“Em um set de filmagem, você tem permissão para puxar o gatilho, então, mesmo que ele tenha puxado o gatilho intencionalmente, como disseram os promotores, isso não significa que ele cometeu um homicídio”, disse Spiro.

O armeiro Gutierrez, cujo trabalho no set de Rust incluía manusear armas de fogo com segurança, foi condenado por homicídio culposo em março por carregar munição real.

Ainda não se sabe se Baldwin planeja subir ao banco das testemunhas em sua defesa. Especialistas legais disseram que seria uma atitude arriscada, expondo o ator supostamente temperamental a um interrogatório hostil.

O julgamento de Baldwin está marcado para terminar na próxima sexta-feira. As deliberações do júri podem se estender até a semana seguinte.

Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button