Entertainment

Atriz de 'The Shining' Shelley Duvall morre aos 75 anos

Shelley Duvallmais conhecida por seu papel em “O Iluminado” (1980), faleceu aos 75 anos.

Conhecida por sua voz marcante e olhar arregalado, Duvall interpretou Wendy Torrance, a esposa de Jack Torrance (interpretado por Jack Nicholson), no icônico filme de terror, que foi dirigido por Stanley Kubrick. Ela passou a interpretar Olívia Palito na comédia musical “Popeye”, dirigida por Robert Altman, estrelando ao lado Robin Williams como Popeye.

Na quinta-feira, 11 de junho, o parceiro de Shelley Duvall, Dan Gilroy, confirmou o falecimento da atriz.

O artigo continua abaixo do anúncio

Shelley Duvall faleceu aos 75 anos

MEGA

De acordo com Variedadea atriz morreu na quinta-feira em Blanco, Texas, confirmou seu parceiro, Dan Gilroy, ao veículo.

Talvez seu papel mais icônico, a atuação de Duvall como Wendy Torrance na adaptação de Stanley Kubrick de Stephen KingO romance de 's, continua sendo um dos mais comentados até hoje. Sua interpretação de uma mulher se desfazendo sob as pressões da loucura do marido é inesquecível.

Duvall continuou atuando em filmes e televisão na década de 1990, incluindo papéis em “Roxanne” (1987), “Retrato de uma Mulher” (1996) e participações especiais em programas como “Frasier”.

Além de sua carreira de atriz, Shelley Duvall criou e produziu a série de televisão infantil “Faerie Tale Theatre” (1982-1987).

O artigo continua abaixo do anúncio

Stanley Kubrick submeteu Shelley Duvall a maus-tratos extremos no set de 'The Shining'

De acordo com Filme SlashDuvall sofreu com condições de trabalho tóxicas durante as filmagens do icônico filme de terror, especialmente durante a cena do confronto na escada envolvendo um taco de beisebol.

O diretor Stanley Kubrick fez Duvall e Nicholson filmarem a cena em 127 takes, o que foi um recorde para a época. Como resultado, as mãos de Duvall ficaram em carne viva de tanto segurar o bastão por tanto tempo, sua voz ficou rouca de tanto chorar, seus olhos estavam inchados e ela deixou o set completamente desidratada.

As cenas que vemos na tela de Duvall chorando de dor, medo e exaustão não são de atuação, mas de uma atriz dizendo falas enquanto vivencia uma resposta traumática.

O artigo continua abaixo do anúncio

“Acordar numa segunda-feira de manhã, tão cedo, e perceber que você teve que chorar o dia todo porque estava programado — eu simplesmente começava a chorar”, disse Duvall O repórter de Hollywood. “Não sei como fiz isso. Jack [Nicholson] disse isso para mim também. Ele disse: 'Não sei como você faz isso.'”

O artigo continua abaixo do anúncio

Cenário de filme de terror se torna uma verdadeira história de terror para Shelley Duvall

Mais tarde, a atriz também falou sobre a visão do diretor para “O Iluminado” e como ele lidaria com as tomadas no set.

“[Kubrick] tem uma visão na cabeça do que quer ver através da câmera e se você não entende bem de onde ele vem, ele fica frustrado e bravo”, ela disse. “Comunicação e compreensão desempenham um papel importante nos sets de filmagem, eu simplesmente não estava entendendo, no final eu entendi.”

O artigo continua abaixo do anúncio

Nos bastidores de 'The Shining'

Além das tomadas exaustivas e do desgaste físico que isso causou em Duvall, ela também sofria de ansiedade no set.

“Por muito tempo, não consegui lembrar exatamente o que estava acontecendo naquele momento, mas lembro que tive um ataque de ansiedade muito forte no set, e acredito que foi isso que foi mostrado no documentário”, disse ela. Em breve.

Com os dias de filmagem tendo 15–16 horas de duração e intervalos quase inexistentes, a atriz admitiu: “A filmagem foi muito difícil para mim, e cheguei ao ponto em que não aguentava mais. Eu precisava de um intervalo, mas fazer um intervalo custa dinheiro, e as pessoas precisam que a cena seja feita, então tive um pequeno colapso.”

Shelley Duvall se afasta da atuação

Ela se afastou da atuação no início dos anos 2000 e se retirou amplamente dos olhos do público. Nos últimos anos, preocupações foram levantadas sobre sua saúde mental, particularmente após uma entrevista de 2016 no “Dr. Phil” que foi amplamente criticada por explorar sua condição.

“Eu acho [‘The Shining’] é pelo que a maioria das pessoas me conhece, certo? E olha, não vou entrar em muitos detalhes agora, mas foi um inferno fazer parte daquele filme”, ​​ela disse no programa. “Quero dizer, havia um ótimo elenco — Jack, Scatman [Crothers]Danny [Lloyd]. Eles eram todos pessoas maravilhosamente hilárias, mas também havia Stanley Kubrick, o diretor desta obra-prima icônica.”

O artigo continua abaixo do anúncio

“Tudo o que realmente direi por enquanto é que se ele não tivesse dirigido do jeito que dirigiu, se ele não tivesse feito tudo com força e crueldade, então acho que não teria sido como foi”, acrescentou ela.

A falecida atriz também sofria de diabetes e de uma lesão no pé, o que afetou muito sua mobilidade.

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button